Caros Compatriotas,

No final deste ano atípico, perigoso e complicado, que ficará para sempre nas nossas memórias e que afectou as nossas vidas pessoais e familiares, só posso partilhar convosco a esperança de que a seguir à “tempestade” venha a “bonança”.

Se conseguimos ultrapassar este tormentoso ano com muita paciência, disciplina e sacrifício, alguns tendo mesmo perdido entes queridos ou o trabalho, outros não podendo ir às suas terras de origem como habitualmente, queria do fundo do coração desejar-lhes um Natal seguro e o mais feliz possível, seja no Luxemburgo, seja em Portugal, com redobrados cuidados em relação ao vírus e à estrada, pois ambos ceifam vidas que importa não perder.

Para alguns, infelizmente, este Natal e o Ano Novo poderão ter que ser diferentes. Mas a utilização das tecnologias de informação e comunicação ao nosso alcance podem mitigar um pouco a distância que não podemos evitar, transformando em muitos casos a nossa presença num contacto virtual com os nossos entes e amigos mais queridos e chegados. Não é a mesma coisa, pois sabe a pouco, mas o calor do afecto chegará sempre ao seu destino, assim como a manifestação da saudade.  

2021 será um ano de transição, onde não podemos baixar a guarda, apesar da vacinação que se anuncia. Mas poderá ser o ano em que boa parte do caminho para regressar a uma “nova normalidade” aconteça. E é este o meu desejo para todos em 2021. 

Deixo convosco um vídeo do poema de Augusto Gil - “  Balada da Neve” - que vos queria dedicar,  em particular nesta quadra e que nos aponta o caminho da saudade, da inquietação e da solidariedade.

Boas Festas …em segurança!

António Gamito

Embaixador de Portugal no Luxemburgo

 

  • Partilhe